BlogMachine Learning

Conheça 3 razões para adotar Machine Learning no seu Negócio

A tecnologia Machine Learning (aprendizagem da máquina, em inglês) é uma subdivisão da IA, onde os sistemas possuem a capacidade de aprender e realizar previsões, utilizando o processamento de algoritmos e modelos estatísticos com base nos dados.

Alguns exemplos de aplicações de Machine Learning são:

1- Quando o Facebook decide o que mostrar em seu newsfeed.

2- Quando a Amazon destaca produtos que você pode querer comprar.

3- Até mesmo quando a Netflix sugere filmes que você demonstrou algum interesse em assistir.

Todas essas recomendações são baseadas em previsões aprendidas a partir dos dados existentes, veja outro exemplo aqui.

Conheça 3 razões para acreditar que essa técnica podem beneficiar o seu negócio:

Aprender mais (e melhor) com os dados

Vivemos em um mundo hiperconectado com um enorme volume de dados, e com um igualmente leque de soluções de armazenamento de informações. É possível analisar elementos complexos e também aprender com eles, tudo em grande escala.

Com algoritmos capazes de realizar previsões de cenários de maneira mais assertiva e com velocidade superior à humana, as soluções de Machine Learning podem identificar o sucesso de um novo produto ou prever como será a demanda do próximo semestre.

Isso levando em conta uma análise do histórico de vendas e todas as variáveis existentes

Machine Learning - Aumento da produtividade

Aumento de produtividade

Com alta performance, essas duas tecnologias possibilitam uma rápida identificação de problemas e suas respectivas soluções.

Agilizando a análise de relatórios e facilitando a tomada de decisões, os colaboradores ganham mais tempo para dedicarem-se a outras tarefas, o que elimina retrabalhos e atividades operacionais e pouco estratégicas.

Com isso a produtividade da empresa aumentará sem a necessidade de ampliar o quadro de funcionários.

Machine Learning - personalização do conteúdo

Personalização de conteúdo

Conclusão

O uso de aprendizagem de máquina também permite a personalização do conteúdo. A máquina é capaz de aprender conforme a quantia de dados analisados, ou seja, quanto maior for a interação, mais ela irá aprofundar seus conhecimentos.

Sendo assim, é possível utilizar a aprendizagem automática para organizar os dados, melhorar a experiência do cliente no meio digital e conduzi-lo, de forma mais assertiva, nas etapas da jornada do consumidor, passando desde a consideração da aquisição até a disseminação da opinião sobre o que foi adquirido.

Fonte:com base em um artigo publicado na ecommercenews.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *