AnalyticsCiência de DadosKNIME

Data Driven: 5 passos para tomar decisões baseadas em dados

Aqui está o que você deve saber sobre como tomar decisões data driven, ou seja, decisões  inteligentes baseadas em dados.

O big data está se tornando cada vez mais importante na tomada de decisões. O mercado de aplicativos e soluções de análise de dados deve chegar a US $105 bilhões até 2027.

No entanto, a tecnologia de big data só é uma ferramenta viável para a tomada de decisões de negócios, se for utilizada de forma adequada.

Muitas empresas não conseguem desenvolver uma boa estratégia data driven, por isso o ROI de suas metodologias de coleta de dados costuma ser inferior.

Guia para uma estratégia Data Driven

A maioria das empresas ainda estão lutando para desenvolver uma cultura data driven. Segundo a pesquisa citada pela Harvard Business Review quase 72% das empresas ainda não haviam alcançado essa meta.

Felizmente, existem medidas que podem ser tomadas para melhorar esse cenário.

Aos poucos, Big Data e Análise de Dados começaram a dominar a forma como as empresas tomam decisões e fazem negócios. 

No entanto, sem conhecimento prévio de analytics e competências de IA para coleta e aplicação de técnicas de análise, pode ser difícil entender os dados.

Este artigo vai mostrar como tornar seu negócio data driven e como iniciativas de big data podem promover mudanças positivas em sua empresa. 

1 – Escreva seus Objetivos

Para criar um repositório de dados que seja benéfico para sua estratégia data driven é fundamental criar objetivos antes de começar a coleta dos dados.

Planeje-se a fim de descobrir informações que está perdendo. Descubra tendências em relação à experiência do seu cliente, explore e entenda por que seu negócio não teve sucesso em um aspecto de suas operações.

Ao se planejar e delimitar objetivos claros, você estará se preparando para formular uma estratégia data driven.

Assim, ficará mais embasado para criar soluções para os problemas que sua empresa está enfrentando.

2 – Graduação em Administração de Empresas

Antes de começar a examinar o conhecimento técnico necessário para criar uma cultura data driven, é importante compreender os elementos fundamentais que conduzirão o seu negócio ao sucesso. 

Ter compreensão destes elementos vai lhe dar a base necessária para uma melhor tomada de decisão. Por isso, é muito importante ter cada vez mais um bom conhecimento do seu negócio e área de atuação.

Não poupe esforços para aprimorar suas habilidade de negócio. Sempre busque mais e mais conhecimento na sua área.

Busque compreender seu negócio, seja por meio de uma instituição de ensino qualificada ou por meio de alguma consultoria que possa lhe ajudar, encurtando os caminhos.

3 – Baixe o Software de análise de dados correto

Se você não tem tempo para coletar e analisar dados da sua empresa, então considere usar ferramentas que o ajudarão.

Isso reduzirá o risco de erro humano em seus resultados e, ao mesmo tempo, permitirá que você analise grandes quantidades de dados para chegar às conclusões mais rápidas. 

Essas ferramentas vão contribuir na redução de custos, garantindo que você mesmo possa controlar seus dados.

Além disso, sem a necessidade de investir horas e horas aprendendo diversas linguagem de programação e ferramentas para manipulação de dados.

O melhor software de análise de dados vai ajudá-lo a coletar e organizar seus dados, para construir modelos e/ou gerar relatórios.

Os dados qualitativos e quantitativos analisados com a ajuda da ferramenta servirão de base para tomar importantes decisões financeiras e operacionais.

O que certamente vai lhe proporcionar um resultado positivo em sua empresa agora e no futuro.

Uma das opções é uma poderosa ferramenta para democratização do uso de dados, a plataforma KNIME Analytics. 

KNIME é uma ferramenta open source, para a construção e produtização de data science de ponta a ponta.

Com KNIME você consegue trabalhar com seus dados, desde a extração dos dados brutos até a construção de avançados modelos de machine learning.

Além disso, ela é uma ferramenta user friendly. KNIME usa recursos drag and drop para criar seus fluxos de dados, ao invés de linhas de código.

Conheça o KNIME

4 – Data Driven: Lembre-se de métricas e KPIs

Se você quer monitorar o desempenho de sua empresa, será necessário criar e manter seus KPIs e métricas em mente. E portanto, vai precisar fazer a coleta dos dados necessários.

Isso vai ajudá-lo a medir seu sucesso em relação a certos indicadores, como tráfego no site, lucros e custos de aquisição de clientes. 

Ao escolher as métricas corretas, você poderá obter o máximo dos seus dados.

Ao identificar as estatísticas mais importantes e que podem ser usadas para tomar decisões data driven, você estará melhorando os seus resultados. 

Ter boas métricas e KPIs bem definidas vai lhe ajudar observar se você está atingindo as metas de sua empresa e se mantendo no caminho.

5 – Utilize seus relatórios e percepções

Depois de coletar e analisar seus dados, é hora de colocá-los em bom uso.

Para tomar decisões data driven, você não deve deixar os dados coletados parados no disco rígido. Aplique e use seus dados para:

  • Editar suas metas e seu plano de negócios
  • Comparar seus dados com seus objetivos
  • Preencher perguntas não respondidas e lacunas em seu conhecimento de negócio.

As informações que você descobriu podem ser usadas para tomar decisões que foram apoiadas por evidências e que não estão sendo implementadas puramente por conjecturas. 

Tomar decisões de negócios baseadas em dados (decisões data driven), pode ser incrivelmente difícil. Especialmente por que big data e analytics são inovações bastantes recentes em seus horizontes de negócios.

Por implementar o software correto, haverá muitas maneiras de usar sua análise de dados para tomar decisões inteligentes, apoiadas por evidências.

**Está é uma livre tradução e adptação do artigo originalmente escrito no blog SmartData

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *